quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Wink: o bom e o mau


Muito recentemente quis experimentar esta nova técnica de arrancar o pêlo. E como sofro um bocado quando vou arranjar as sobrancelhas, decidi que seriam esses pelitos que iriam entrar numa nova aventura!
Quando chegou a minha vez, respirei fundo. Não sabia o que me esperava. Preferi fechar os olhos para nem ver aqueles fios a aproximarem-se de mim. E a rapariga (muito simpática) lá tirou os primeiros aventureiros. Auchhhhhh, que doeu. E foi assim o resto da sessão. Nuns sítios mais, noutros menos, mas a coisa não foi muito pacífica.
Depois desta estranha experiência concluo que:

1. Os pelinhos demoram muito tempo a crescer e a sobrancelha fica bem definida.
2. A dor do acto de tirar pelinhos com o fio e a dor na carteira quando temos que pagar (9,95€).

Até posso lá voltar, um dia, quem sabe. Mas com anestesia!

1 comentário:

Geopiglet disse...

Apesar da experiência dolorosa fiquei com vontade de experimentar! Acho que sou bastante resistente à dor nesse campo. ;) O único senão é a invasão de privacidade que me fez desde sempre fugir de esteticistas, manicures, pedicures e todas essas coisas feitas em lugares públicos por desconhecidos. Sempre me dotei nessas áreas e segui o velho paradigma francês de há 25 anos do "faça você mesmo" para a "bricolage" adaptada a outros campos. No entanto isso parece-me higiénico e agradam-me esses resultados!
Thx pela partilha! :)